Booking.com
//Cercado por História e Comida – O País com o Carnaval mais Longo

Cercado por História e Comida – O País com o Carnaval mais Longo

Qual o país do carnaval? Aposto que você deve ter pensado no Brasil, não é verdade?! Pois bem, você acertou. Mas e o país com o carnaval mais longo, você sabe qual é? Bem, talvez você saiba, mas o que eu quero dizer é que este também é incrível.

Com cerca de 40 dias, de janeiro à março, o Uruguai possui o carnaval mais longo do mundo, entretanto engana-se muito se estiver achando que é como o do Brasil.

Booking.com
Entre os destaques da comemoração estão as murga urugauaia, que é uma manifestação dramática e musical, polifônica e integrada tradicionalmente por um coral masculino que costumam fazer críticas sociais e políticas. Surgiu no carnaval de Montevidéu no final do século XIX, com várias contribuições hispânicas, especialmente das murgas de Cádiz. O Candombe, uma dança com atabaques típica da América do Sul, tem um papel significativo na cultura do Uruguai desde os últimos duzentos anos, e, recentemente, foi reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade. No carnaval uruguaio, formam-se agrupamentos musicais chamados de comparsas, que saem às ruas acompanhados por multidões de dançarinos e populares.

Araca la Cana é uma das murgas uruguaias mais populares de Montevidéu e do Uruguai. (Foto: Vazquez, Março de 2005)
As Llamadas em Montevidéu, noite em que os mais de 30 grupos de candombe dançam e batucam pelas ruas.. (Foto: Latangocandombe)

Deixando o carnaval de lado, partimos em direção a capital Montevidéu, é a maior cidade do país e também é onde se encontra a sede administrativa do Mercosul, fica na na zona sul do país, às margens do Rio del Plata, e é a cidade latino-americana com a maior qualidade de vida, e se encontra entre as 30 cidades mais seguras do mundo.Montevidéu é um destino bem curtinho, o básico de ser visto cabe em 1 final de semana, mas se quiser acrescentar na viagem uma visitinha à Punta del Este e/ou Colonia del Sacramento, reserve mais tempo, pois a programação cultural da capital é bastante agitada.

Seguindo para os principais pontos turísticos temos:

Ciudad Vieja, hoje é um bairro de Montevidéu e foi onde começou a cidade. É uma região antiga, cercada de história por todos os lados, sejam os casarões, os edifícios da época colonial ou o que resta dos muros da fortaleza construída por espanhóis para proteger o território de invasões portuguesas e inglesas.

O ideal é começar o passeio pela manhã, às 11 am, e realizar o Free Walking Tour, uma atividade guiada pelos principais pontos turísticos da Cidade Velha, o Free Walking Tour como o nome já diz, é grátis, apenas trabalha-se no esquema de gorjetas com os guias, e o ponto de encontro é na Plaza da Independencia, local onde começa o tour.

  • Plaza Independencia, que cumpre uma função divisora entre a cidade velha e a cidade nova, cercada de museus e teatros, lá também se encontra o Monumento Artigas, mausoléu do General José Gervasio Artigas, construído na época da ditadura abaixo de sua estátua  erguida na praça. O monumento é vigiado constantemente por uma guarda de honra, e a  troca da guarda tornou-se um atrativo turístico.
Foto: Fabrício Marcon
  • A antiga Casa de Governo, também chamada de Palácio Estévez, um museu que homenageia a democracia uruguaia através de suas figuras mais representativas, os presidentes da república que ocuparam o cargo desde o ano de 1830.
Foto: Stelios Karavias
  • O Palácio de Justiça, onde atualmente se encontra a Casa do Governo e o edifício mais destacado da região, o Palácio Salvo.
Palácio de Justiça (Foto: Natonata)
Palácio Salvo (Foto: SqueakyMarmot)
  • Teatro Solís, um dos cartões postais da cidade. É um lugar cheio de história e rico em detalhes, possui visita guiada em português e pela manhã é bem mais vazio.
Foto: Gustavo Uval

Essas são só uma provinha de tudo que o que há para se fazer pela Ciudad Vieja, e o melhor de tudo, se você não gosta de atividades em grupo, ou prefere bater perna mais cedo para aproveitar ainda mais o que a capital pode oferecer, pode visitar todos esses pontos e ainda outros, pois fica tudo muito pertinho um do outro.

Ainda pela Plaza da Independencia, podemos ir pela avenida mais importante da praça, a 18 de Julio. Lá é destino certo para quem gosta de fazer compras, existem variadas opções de lojas, para todos os gostos, e a avenida dá acesso à Plaza Cagancha, que possui um mercado chamado Mercado de los Artesanos, ideal para comprar souvenirs.

*Ainda pela Plaza Independencia, não deixe de visitar a Puerta de la Ciudadela, uma das poucas partes restantes da muralha que rodeava a parte mais antiga da cidade. Lhe renderão belíssimas fotos.

Foto: Christian Córdova

Uma das comidas típicas uruguaias é o asado, ou como nós brasileiros chamamos, CHURRASCO. E, sabendo disso, um dos pontos turísticos mais famosos de Montevidéu, talvez até o mais famoso da cidade, é o Mercado del Puerto.

O principal atrativo desse cento gastronômico é a parrillada (várias tipos de carne assadas na parrilla, que é como se fosse uma churrasqueira à base de lenha), que são assados na nossa frente como numa vitrine. O conjunto de cortes assados pode variar muito, entre os que nós conhecemos estão a colita de cuadril (maminha), chorizos (linguiça), tapa de cuadril (picanha); entretanto o cardápio dos restaurantes inclui peças não muito comuns para a maioria dos brasileiros, como riñones (rins), molleja (glândulas salivares do boi) e chinchulines (intestinos).

Foto: André Ribeiro

As praias de Montevidéu são únicas. Sim, você não leu errado, também tem praias em Montevidéu, bem… não exatamente praias, afinal, ao invés de ter água do mar, tem a água do Rio de la Plata. A rambla de Montevidéu possui mais de 20 km de comprimento e percorre praias belíssimas (rambla é como eles chamam a “orla”).

  • Pocitos é uma das praias mais famosas da região, fica em um bairro de classe média-alta que possui o mesmo nome, conhecido como o “bairro da moda”, possui diversos cafés e restaurantes chiques nos arredores.
Foto: Elemaki
  • Outra praia famosa é a de Punta Carretas, é uma praia calma e possui muitos restaurantes em seu entorno, localizada em um bairro residencial de mesmo nome, possui um shopping, o qual foi construído sobre sobre a antiga Penitenciária de Punta Carretas. Lá também se encontra o Farol de Punta Carretas, outra construção histórica, construído em 1876 para orientar os navegantes. É possível chegar de carro até o farol e suas mediações e subir na torre  para contemplar uma vista panorâmica da cidade.
Foto: Pedro Felipe
  • Praia do Buceo ou Porto de Buceo (Puerto del Buceo) é um porto de embarcações privadas e pequenas, localizado entre as praias de Malvín e Pocitos. O bairro de Buceo possui shoppings, restaurantes e lojas, possui uma vida noturna bastante agitada por ter várias opções de bares. Lá também está o Museu Naval.
Ramba de la Playa de Buceo (Foto: Georgez)
Museu Naval de Buceo (Foto: Helge Høifødt)

A feira de Tristan Narvaja é uma feira tradicional, que acontece há mais de cem anos todos os domingos em Montevidéu, lá se vende de tudo, desde frutas e legumes até antiguidades. A feira acontece até as 15h e começa na esquina da Avenida 18 de Julho com a Rua Tristan Narvaja.

Foto: Jimmy Baikovicius

Se está pensando em fazer uma viagem para algum país da América do Sul, coloque o Uruguai no topo de sua lista! Seja pela história do país, pela culinária ou por bons vinhos, o Uruguai te oferece tudo isso e mais um pouco. Delicie-se com os típicos alfajores de doce de leite, com os diferentes cortes de asados nas parrillas, com os famosos chivitos e um bom vinho Tannat acompanhando uma das incríveis histórias sobre José Artigas.

E o melhor disso tudo é que o Uruguai faz parte da lista de países em que o brasileiro não precisa de passaporte para ir visitar.

 

Por LorenaChristine – Redatora de Conteúdo