Booking.com
//Grávidas a Bordo

Grávidas a Bordo

Para viajar quando há uma oportunidade não existe tempo ruim, pelo menos para a maioria das pessoas, mas pode ocorrer um certo receio para as futuras mamães, então esse post é para as gravidinhas que querem viajar.

Foto: summerbl4ck

Primeiro de tudo, recomenda-se conversar com o seu médico obstetra sobre suas condições de gestação, entretanto, no primeiro trimestre de gestação, as viagens costumam ser mais seguras primeiro trimestre, entretanto, caso você já tenha um histórico de complicações, como sangramento de escape, diabete, pressão alta ou já tenha tido um bebê prematuro, repense o período da viagem, grande parte das futuras mamães escolhem o segundo trimestre de gestação como o período ideal para se viajar, pois, normalmente, o período dos enjoos já passou e o risco de aborto espontâneo é menor.

Booking.com

Para viagens de avião você provavelmente irá precisar de um atestado médico, geralmente não há problema se você viajar até a trigésima sexta semana, sempre informe-se antes de comprar suas passagens, pois algumas companhias aéreas têm restrições a viagens para mulheres grávidas de mais de 28 semanas, em alguns casos mais extremos, quando a mulher já está na fase final da gravidez, lá pela trigésima oitava semana, o voo só é permitido com a presença do médico juntamente a passageira.

Sobre os atestados, não há necessidade de apresentar atestados até a vigésima oitava semana de gestação, já da vigésima nona a trigésima quinta apresentar um atestado assinado pelo médico responsável é essencial, após a trigésima quinta semana, além de apresentar um atestado a gestante terá de assinar um termo de responsabilidade fornecido pela companhia aérea.

Para se sentir mais confortável durante os voos, peça sempre um assento no meio do avião, perto da asa, pois o local é o de maior estabilidade ou algum na primeira fileira (classe econômica) por ter mais espaço para as pernas, lembre-se de reservar o lugar perto do corredor, pois ficar muito tempo sentada em viagens muito longas pode provocar inchaço dos pés e tornozelos e cãibra nas pernas, e você sentirá necessidade de se levantar periodicamente para estimular a corrente sanguínea ou para ir ao banheiro. Recomenda-se o uso de meias elásticas de compressão, já que viagens de avião na gravidez podem elevar ligeiramente o risco de uma trombose, beba bastante água para amenizar os efeitos da desidratação pelo ar seco do avião e vista-se com roupas confortáveis, fáceis de tirar, para facilitar a mobilidade e as inúmeras idas ao banheiro.

 É sempre importante ressaltar que antes de viajar, consulte seu médico, siga suas recomendações e dicas de bem estar. Vista-se sempre preservando o seu conforto, alimente-se saudavelmente, não faça muito esforço ou pegue muito peso e aproveite a viagem.

Por Lorena Christine – Redatora de Conteúdo